Início Biografia Baby & Pepeu Novos Baianos
 
Discografia Solo


O que vier eu traço [1978]


Pra Enlouquecer! [1979]


Ao Vivo em Mountreux [1980]


Juntos de Novos [1981]


Canceriana Telúrica [1981]


Cósmica [1982]


Esperando Você [1983]


Kryshna Baby [1984]


Sem Pecado e Sem Juízo [1985]


Ora Pro Nobis [1991]


Um [1997]


Acústico [1998]


Ano 2000 [2000]


Exclusivo para Deus [2000]


Geração Guerreiros do Apocalypse [2012]


Baby Sucessos [2015]


Discografia Paralela [...]










 


Clique na imagem para download do disco



- CD + DVD Baby Sucessos (2015)


1. Seus olhos
(Baby Consuelo)
2. Telúrica
(Baby Consuelo/ Jorginho Gomes)
3. Tinindo trincando
(Morais/ Galvão)
4. Sem pecado e sem juízo
(Baby Consuelo/ Pepeu Gomes)
5. Planeta Vênus
(Pepeu Gomes/ Baby Consuelo/ Riroca Cidade Gomes)
6. Lá vem o Brasil descendo a ladeira
(Pepeu Gomes/ Moraes Moreira)
7. Um auê com você
(Baby Consuelo)
8. Minha oração
(Oswaldinho/ Baby Consuelo/ Pepeu Gomes)
9. Menino do Rio
(Caetano Veloso)
Participação Especial: Caetano Veloso
10. Acabou chorare
(Morais/ Galvão)
Participação Especial: Caetano Veloso
11. Cósmica
(Baby Consuelo)
12. Curumim chamar cunhatã que eu vou contar
(Jorge Ben)
13. A menina dança
(Morais/ Galvão)
14. Mistério do planeta
(Morais/ Galvão)
15. Masculino e feminino
(Baby Consuelo / Didi Gomes / Pepeu Gomes)
16. Barrados na Disneylândia
(Baby Consuelo/ Pepeu Gomes/ Riroca Cidade Gomes)



1. Seus olhos
(Baby Consuelo/ Jorginho Gomes)

O meu coração flutua
Nessa tua divindade
É tão bom a gente amar
Sentir felicidade
E eu que sou um beija-flor
Quero o polem do seu amor
Pra te dar muito carinho
Mil beijinhos de mansinho
Envolvida nos seus braços
Eu me sinto um carneirinho
A sua temperatura
Aquece meu corpo todinho
Seu jeito de amar me faz imaginar
Que eu sou uma nuvem a flutuar
E esses seus olhos de luzes
É só olhar para eu me apaixonar
E esses seus olhos de luzes
É só olhar para eu me apaixonar



2. Telúrica
(Baby Consuelo/ Jorginho Gomes)

Vejo o sol e penso em ti
Mandes prana para mim
Que esses raios de ouro cor
Penetrem nos meus chacras me colorindo de amor

Vejo o mar e penso em ti
Mandes prana para mim
Que esse espelho-luz fulgor
Penetrem nos meus chacras numa onda de amor

Fechos os olhos, entrego o ser
Para ser telúrica
Alma e corpo compreender
Para ser telúrica
Penso em ti no meu agir
Para ser telúrica
Não aceito preconceito
Para ser telúrica

A ideia ilumina
Dá o toque e anima
O aroma do perfume
O lume do vaga-lume
O pensamento das flores
Significado das cores

Para ser telúrica
Para ser telúrica



3. Tinindo, trincando
(Morais/ Galvão)

Eu vou assim
Tirau
E venho assim
Tirau

Porque quem vai de não
Não chega, não
Chega não
Porque pra ir
Só mesmo assim
Só mesmo assim
Só mesmo assim
Assim!

Um dia assim
Tirau
Um dia assado
Tirau
Um dia assim
No duro tinindo
Tinindo trincando

No duro tinindo
Tinindo trincando



4. Sem pecado e sem juízo
(Baby Consuelo/ Pepeu Gomes)

Dia após dia
Começo a encontrar
Mais de mil maneiras de amar
Aqui nessa cidade
O pôr do sol e a paisagem
Vem beijar luar
Doar felicidade

Tudo azul
Adão e Eva e o paraíso
Tudo azul
Sem pecado e sem juízo

E todo dia livres
Dois passarinhos
Cantar pra esse amor
Superestar sempre feliz



5. Planeta Vênus
(Pepeu Gomes/ Baby Consuelo/ Riroca Gomes)

Flutuava nas estrelas
Numa noite de luar
Escorregava um brilho
O seu olhar, oh baby
Na beira do mar

Navegava nos seus olhos
Quando a lua me inspirou
Peguei um voo
Fui no Planeta Vênus
No seu momento pleno

Eu te amei assim num sonho
Como na realidade
E vibrei meu pensamento
Estou com saudade, oh baby
Tô com saudade...



6. Lá vem o Brasil descendo a ladeira
(Pepeu Gomes/ Moraes Moreira)

Quem desce do morro
Não morre no asfalto
Lá vem o Brasil descendo a ladeira
Na bola, no samba, na sola, no salto
Lá vem o Brasil descendo a ladeira
Na sua escola é a passista primeira
Lá vem o Brasil descendo a ladeira
No equilíbrio da lata não é brincadeira
Lá vem o Brasil descendo a ladeira

E toda cidade que andava quieta
Naquela madruga acordou mais cedo
Arriscando um verso, gritou o poeta
Respondeu o povo num samba sem medo
Enquanto a mulata em pleno movimento
Com tanta cadência descia a ladeira
A todos mostrava naquele momento
A força que tem a mulher brasileira



7. Um auê com você
(Baby Consuelo)

Eu queria tanto
Voar com você
Eu queria tanto, tanto, tanto
Encontrar você pra fazer um auê com você

Cai, cai aqui na minha mão
Eu não vou deixar cair não
Homem-Asa, meu balão
Você voa no céu feito gaivota
Você é um passarinho
Cê mergulha no céu pra terra, o seu ninho
E realizou o antigo desejo do homem voar
Com a sabedoria dos passarinhos
Você é o dono do mundo
Eu bem queria estar aí com você
Mas me contento em vibrar
E te espero orando ansiosa
Por uma descida tranquila e vitoriosa
E depois me encontrar com você e fazer um auê



8. Minha oração
(Oswaldinho/ Baby Consuelo/ Pepeu Gomes)

Eu quero estar sempre assim
Certa de mim
Eu quero estar sempre assim
Certa comigo
Tendo como abrigo o meu ser infinito
Eu quero estar sempre assim
Certa de que não há nada que possa
Me resolver à não ser Deus
Eu quero estar sempre assim, firme
E sabendo que eu estou vivendo
Que eu estou cumprindo
E a vida fazendo pra vivo ficar
eu quero sempre assim estar
Em qualquer lugar, em qualquer situação
No meu céu particular
Eu quero toda proteção
Todas as bençãos, toda bendição
Sobre sua mão, sobre seus olhos
Que eu não acerte errar
É o meu desejo
Quero também o sono profundo
E a porta do mundo visualizar
sem corpo, sem rosto
Flutuando te encontrar
É que preciso sentir e te ver
Todas coisas vivendo em você
A vibração do seu ser
Renovar meu poder
Para que eu tenha sempre comigo
O abrigo do meu ser infinito
Para que eu tenha sempre comigo
O abrigo do meu ser infinito



9. Menino do Rio
(Caetano Veloso)
Participação Especial: Caetano Veloso

Menino do Rio
Calor que provoca arrepio
Jesus Forever tatuado no braço
Calção, corpo aberto no espaço
Coração de eterno flerte
Adoro ver-te
Menino vadio
Tensão flutuante do rio
Eu canto pra Deus proteger-te

O Hawaí
Seja aqui
Tudo o que sonhares
Todos os lugares
As ondas dos mares
Pois quando eu te vejo
Eu desejo o teu desejo




10. Acabou chorare
(Morais/ Galvão)
Participação Especial: Caetano Veloso

Acabou chorare,
Ficou tudo lindo
De manhã cedinho
Tudo cá-cá-cá
Na fé-fé-fé
No bu-bu-li-lindo
No bu-bu-bolindo

Talvez belo buraquinho
Invadiu-me a casa
Me acordou na cama
Tomou meu coração
E sentou na minha mão

Abelha, abelhinha
Acabou chorare
Faz um zum-zum pra eu ver
Faz zum-zum e mel

Inda de lambuja
Tem o carneirinho
Presente na boca
Acordando toda gente
Tão suave mé,
Que suavemente

Acabou chorare
No meio do mundo
Respirei fundo
Foi-se tudo pra escanteio
Vi o sapo na lagoa
Entre nessa que é boa
Fiz zum-zum e pronto




11. Cósmica
(Baby Consuelo)

Era uma ver uma pessoa comum
Afim de saber do bem e do mal
E que um dia sacou
Que o seu lado é o amor
Não aceita a violência
Cultiva a consciência
E vive nessa alegria
Em busca da sabedoria

Cósmica
A claridade da manhã
Cósmica
Como o infinito lá no Céu
Cósmica
Como toda a Natureza

Brotou bem lá no fundo
Do seu pequenino mundo
O desejo de saber
Como é profundo viver

Cósmica ...

Da matéria ao espírito
Por mais que pareça esquisito
Cósmica é sintonia espiritual
Pra ser transcendental




12. Curumim chamar cunhatã que eu vou contar
(Jorge Ben)

Curumim chamar Cunhatã
Que eu vou contar
Todo dia era dia de índio
Curumi, Cunhatã
Cunhatã, Curumim
Antes que o homem aqui chegasse
As terras brasileiras
Eram habitadas e amadas
Por mais de três milhões de índios
Proprietários felizes
Da Terra Brasilis
Pois todo dia era dia de índio
Mas agora ele só tem o dia 19 de abril
Amantes da natureza
Eles são incapazes com certeza
De maltratar um fêmea
Ou de poluir o rio e o mar
Preservando o equilíbrio ecológico
Da terra, fauna e flora
Pois em sua glória o índio
Era um exemplo puro e perfeito
Próximo da harmonia
Da fraternidade, da alegria
Da alegria de viver, da alegria de viver
E no entanto hoje o seu canto triste
É o lamento de uma raça que já foi muito feliz
Pois antigamente todo dia era dia de índio
Todo dia era dia de índio




13. A menina dança
(Morais/ Galvão)

Quando cheguei
Tudo, tudo,
Tudo estava virado
Apenas viro, me viro
Mas eu mesma
Viro os olhinhos

Só entro no jogo porque
Estou mesmo depois
Depois de esgotar
O tempo regulamentar
De um lado o olho desaforo
E o que diz o meu nariz arrebitado
E não levo pra casa
Mas se você vem perto eu vou lá

No canto do cisco
No canto do olho
A menina dança
Dentro da menina
Ainda dança
E se você fecha o olho
A menina ainda dança
Até o sol raiar
Até o sol raiar
Até dentro de você nascer
Nascer o que há!




14. Mistério do planeta
(Morais/ Galvão)

Vou mostrando como sou
E vou sendo como posso
Jogando meu corpo no mundo
Andando por todos os cantos
E pela lei natural dos encontros
E deixo e recebo um tanto
Passo aos olhos nus
Ou vestidos de lunetas
Passado, presente
Participo sendo
O mistério do planeta
Que passo por e sendo ele
No que sigo o meu caminho
E no ar que fez que assistiu
Abra um parenteses
Não esqueça
Que independente disso
Eu não passo
De um malandro
De um moleque do Brasil
Que peço e dou esmolas
Mas ando sempre
Com mais de um
Por isso ninguém
Vê minha sacola




15. Masculino e feminino
(Baby Consuelo / Didi Gomes / Pepeu Gomes)

Ser um homem feminino
Não fere o meu lado masculino
Se Deus é menina ou menino
Sou Masculino e feminino

Olhei tudo que aprendi
E um belo dia eu vi

Que ser um homem feminino
Não fere o meu lado masculino
Se Deus é menina ou menino
Sou Masculino e feminino

Olhei tudo que aprendi
E um belo dia eu vi

E vem de lá!
O meu sentimento de ser
E vem de lá!
O meu sentimento de ser
Meu coração!
Mensageiro vem me dizer
Meu coração!
Mensageiro vem me dizer

Salve, salve a alegria
A pureza e a fantasia
Salve, salve a alegria
A pureza e a fantasia...

Olhei tudo que aprendi
E um belo dia eu vi


Que ser um homem feminino
Não fere o meu lado masculino
Se Deus é menina ou menino
Sou Masculino e feminino...

Vou assim todo o tempo
Vivendo e aprendendo




16. Barrados na Disneylândia
(Baby Consuelo/ Pepeu Gomes/ Riroca Cidade Gomes)

Barrados na Disneylândia
Eu e Pepeu
Ele e eu

Saímos de Oakwood
Pegamos aquela free way
Numa limousine prata
E o motorista eu não sei

Chegamos energizados
Champagne e tudo mais
O clima era de festa total
E a gente queria mais

Barrados na Disneylândia
Eu e Pepeu
Ele e eu

Era um sonho de criança a se realizar
Foi quando pintou um guarda
Sujou!
E em Inglês começou a falar:
"Não vendam ingressos pra eles,
Aqui eles não podem entrar
Com esses cabelos coloridos
Aqui há uma lei
Ninguém pode tirar a atenção
Dos brinquedos do lugar"

Barrados na Disneylândia
Eu e Pepeu
Ele e eu








 

 

Discografia com
Novos Baianos


É Ferro na Boneca [1970]


Compacto Duplo [1971]


Novos Baianos + Baby Consuelo no
Final do Juízo [1971]


Acabou Chorare [1972]


Novos Baianos FC [1973]


Novos Baianos [1974]


Vamos pro Mundo [1974]


Caia na estrada e perigas ver [1976]


Praga de Baiano [1977]


Farol da Barra [1978]


Trio Elétrico Novos Baianos [1979]


Infinito Circular [1997]






Páginas


Site Oficial Baby do Brasil

Site Fã Portal SNZ

Site Oficial Sarah Sheeva

Site Fã Sarah Sheeva

Site Oficial Nãna Shara

Site Fã Nãna Shara

Site Oficial Zabelê

Site Fã Zabelê






Acessos




 


Essa página é uma homenagem a cantora Baby do Brasil | Criação e atualização da página pelo fã João Rossi © 2005 ℗ 2015