Início Biografia Baby & Pepeu Novos Baianos
 
Discografia Solo


O que vier eu traço [1978]


Pra Enlouquecer! [1979]


Ao Vivo em Mountreux [1980]


Juntos de Novos [1981]


Canceriana Telúrica [1981]


Cósmica [1982]


Esperando Você [1983]


Kryshna Baby [1984]


Sem Pecado e Sem Juízo [1985]


Ora Pro Nobis [1991]


Um [1997]


Acústico [1998]


Ano 2000 [2000]


Exclusivo para Deus [2000]


Geração Guerreiros do Apocalypse [2012]


Baby Sucessos [2015]


Discografia Paralela [...]










 



Clique na imagem para download do disco



- LP Baby Consuelo Ao Vivo em Mountreux (1980)

1. Brasileirinho
(Waldir Azevedo/ Pereira Costa)
2. Se acaso você chegasse
(Lupicínio Rodrigues/ Felisberto Martins)
3. Eu e a brisa
(Johnny Alf)
4. Toda donzela
(Pepeu Gomes/ Baby Consuelo/ Jorginho Gomes)
5. Minha oração
(Oswaldinho/ Baby Consuelo/ Pepeu Gomes)
6. Sebastiana
(Rosil Cavalcanti)
7. Vale do Bonocô
(Charles Negrita/ Pepeu Gomes/ Paulinho Camafeu)
8. Menino do rio
(Caetano Veloso)



1. Brasileirinho
(Waldir Azevedo/ Pereira Costa)

O brasileiro quando é do choro
É entusiasmado
Quando cai no samba
Não fica abafado
E é um desacato
Quando chega no salão

Não há quem possa resistir
Quando o chorinho
Brasileiro faz sentir
Ainda mais de cavaquinho
Com um pandeiro
E o violão na marcação

(Ainda mais de guitarra, bateria
E um baixão na marcação)

Brasileirinho chegou
À todos encantou
Fez todo mundo dançar
A noite inteira no terreiro
Até o sol raiar
E quando o baile terminou
A turma não se conformou
Brasileirinho abafou
Até um velho que já estava
Encostado nesse dia se acabou

Para falar a verdade
Tava conversando
Com alguém de respeito
E ao ouvir o grande
Eu dei logo um jeito
(Eu meti os peitos)
Deixei o camarada falando sozinho

Gostei, dancei, pulei, pisei
Até me acabei
E nunca mais esquecerei
O tal chorinho brasileirinho



2. Se acaso você chegasse
(Lupicínio Rodrigues/ Felisberto Martins)

Se acaso você chegasse
No meu chatô encontrasse
Aquela mulher que você gostou
Será que tinha coragem
De trocar nossa amizade
Por ela que já lhe abandonou

Eu falo porque essa dona
Já mora no meu barraco
À beira de um regato
E um bosque em flor

De dia me lava a roupa
De noite me beija a boca
E assim nós vamos vivendo de amor



3. Eu e a brisa
(Johnny Alf)

Ah, se a juventude que essa brisa canta
Ficasse aqui comigo mais um pouco ,
Eu poderia me esquecer da dor
De ser tão só ,pra ser um sonho
Daí então quem sabe alguém chegasse,
Buscando um sonho em forma de desejo
Felicidade então pra nós ,seria
E depois que a tarde nos trouxesse a lua
Se o amor chegasse eu juro ,não resistiria
E a madrugada acalentaria
A nossa paz
Fica, oh brisa fica ,pois talvez quem sabe
O inesperado faça uma surpresa
E tenha alguém que queira me escutar,
E junto a mim ,queira ficar



4. Toda donzela
(Pepeu Gomes/ Baby Consuelo/ Jorginho Gomes)

Toda donzela
Tem um pai que é uma fera

Toda donzela
Tem um pai que é uma fera
E todas elas querem mesmo
É viver
E todas elas precisam saber
Que a vida é bela
Para quem achar que é
Basta querer
Só querer para poder
Poder fazer o que na cabeça der
Desde que o mal por ali
Passe bem longe
E tendo o coração
Sempre voltado pro céu

Ela renasce
E sai transformando tudo
Segurando a barra
E fazendo um novo mundo

Todo donzela
Tem um pai que é uma fera
Mas mal sabe ele
Que a fera é ela



5. Minha oração
(Oswaldinho/ Baby Consuelo/ Pepeu Gomes)

Eu quero estar sempre assim
Certa de mim
Eu quero estar sempre assim
Certa comigo
Tendo como abrigo o meu ser infinito
Eu quero estar sempre assim
Certa de que não há nada que possa
Me resolver à não ser eu
Eu quero estar sempre assim, firme
E sabendo que eu estou vivendo
Que eu estou cumprindo
E a vida fazendo pra vivo ficar
eu quero sempre assim estar
Em qualquer lugar, em qualquer situação
No meu céu particular
Eu quero toda proteção
Todas as bençãos, toda bendição
Sobre sua mão, sobre seus olhos
Que eu não acerte errar
É o meu desejo
Quero também o sono profundo
E a porta do mundo visualizar
sem corpo, sem rosto
Flutuando te encontrar
É que preciso sentir e te ver
Todas coisas vivendo em você
A vibração do seu ser
Renovar meu poder
Para que eu tenha sempre comigo
O abrigo do meu ser infinito
Para que eu tenha sempre comigo
O abrigo do meu ser infinito



6. Sebastiana
(Rosil Cavalcanti)

Convidei a comadre Sebastiana
Pra dançar um xaxado na Paraíba
Ela veio com uma dança diferente
E pulava que nem uma guariba
E gritava A E I O U ipslone :

Já cansada no meio da brincadeira

E dançando fora do compasso
Segurei a 'Bastiana pelo braço

E gritei não faça sujeira no xaxado
Esquentou na gafieira
Sebastiana não veio mais pra casa


7. Vale do Bonocô
(Charles Negrita/ Pepeu Gomes/ Paulinho Camafeu)

Ê, mori ba ba bá
Ê, mori ô

Ê, mori ba ba bá
Êh, mori ô

Tudo o que vem de lá, oh menina
(É Ilê Ayê)
Rumba, samba de black, ô menina
(É Ilê Ayê

Ê, mori ba ba bá
Ê, mori ô

Ê, mori ba ba bá
Ê, mori ô

Que linha tão bonita, afoxé
(De candomblé)
Que linha tão bonita, afoxé
(De candomblé)

Axé, Badauê Filhos de Gandhi!!!

Ê, mori ba ba bá
Ê, mori ô

Ê, mori ba ba bá
Êh, mori ô



8. Menino do Rio
(Caetano Veloso)

Menino do Rio
Calor que provoca arrepio
Dragão tatuado no braço
Calção, corpo aberto no espaço
Coração de eterno flerte
Adoro ver-te
Menino vadio
Tensão flutuante do rio
Eu canto pra Deus proteger-te

O Hawaí
Seja aqui
Tudo o que sonhares
Todos os lugares
As ondas dos mares
Pois quando eu te vejo
Eu desejo o teu desejo








 

 

Discografia com
Novos Baianos


É Ferro na Boneca [1970]


Compacto Duplo [1971]


Novos Baianos + Baby Consuelo no
Final do Juízo [1971]


Acabou Chorare [1972]


Novos Baianos FC [1973]


Novos Baianos [1974]


Vamos pro Mundo [1974]


Caia na estrada e perigas ver [1976]


Praga de Baiano [1977]


Farol da Barra [1978]


Trio Elétrico Novos Baianos [1979]


Infinito Circular [1997]






Páginas


Site Oficial Baby do Brasil

Site Fã Portal SNZ

Site Oficial Sarah Sheeva

Site Fã Sarah Sheeva

Site Oficial Nãna Shara

Site Fã Nãna Shara

Site Oficial Zabelê

Site Fã Zabelê






Acessos




 


Essa página é uma homenagem a cantora Baby do Brasil | Criação e atualização da página pelo fã João Rossi © 2005 ℗ 2015